Sem categoriaEntrevista ao Infocul

16/11/2021
https://virtualtwin.pt/wp-content/uploads/2020/08/Fotografia-de-Capa_FinalFundo-Branco-1280x853.jpg

Quando surgiu a ideia do projecto Virtual Twin?

 

A ideia surgiu num encontro casual dos 3 sócios fundadores algures em 2019, ao falarmos das diferentes dificuldades que cada um tinha na sua área de atuação profissional, – Fotografia, Arquitectura e Gestão de Projectos. Depois disso seguiu-se um extenso processo de análise de mercado e na escolha da melhor ferramenta de forma a termos um produto de qualidade, barato e de uso fácil.

A empresa foi criada no segundo semestre de 2020 em Portugal e no quarto trimestre iniciamos a nossa atividade também no Brasil.

 

Qual o propósito deste projecto e em que se baseia?

 

O objectivo foi de termos uma empresa que atue na transformação digital que se avizinhava, ao nível das visitas virtuais, dos levantamentos cadastrais entre outros. Através do nosso serviço o cliente passa a ter uma ferramenta que o ajuda na promoção e divulgação do seu espaço comercial, habitação, hotel, museu ou património diverso e com isso proporcionar aos seus Clientes dar a conhecer o seu espaço duma forma mais Imersiva, Interactiva e Única.

Já ao nível dos Levantamentos Cadastrais a equipa de projecto consegue entregar a Nuvem de Pontos e o respetivo modelo 3D do espaço, apartamento ou prédio, dando assim condições da equipa de projecto poder partir de uma base sólida e de fácil aplicação da metodologia BIM desde o início do projeto.

Existem outras utilizações ao nível das áreas de seguros, construção e promoção de eventos que são trabalhadas caso a caso.

 

Qual a importância de um projecto como este, a nível nacional e internacional, para a divulgação do património? Qual a ideia que levou ao nome Virtual Twin?

 

O nome Virtual Twin surgiu da base do que proporcionamos aos Nossos Clientes e que são os Gêmeos Digitais. Pode dizer-se que é uma tradução quase direta do nosso produto. Não queremos por isso com isto deixar dúvidas de que o que fornecemos é um scan 3D dum imóvel que resulta num modelo verdadeiramente em 3D do espaço e não uma tour virtual que resulta duma composição de fotografias de 360º.

A importância do mesmo é para além do que já referimos anteriormente, tornar a divulgação de espaços mais dinâmica e imersiva, dando a oportunidade do nosso Cliente ter o seu espaço disponível 24/7, para que qualquer pessoa no mundo o possa visitar sem limitações com os horários de funcionamento e de distância. Assim não impede que uma avaliação de compra dum apartamento em Portugal seja feita por uma pessoa no Brasil ou EUA, e que esta possa ocorrer enquanto o proprietário está a dormir, ou que uma equipa de projeto, possa visitar um prédio, que estará a ser restaurado e que tenha dúvidas sobre um determinado detalhe e assim não precisar de se deslocar ao local.

Podemos enunciar um caso concreto de um imóvel na Trafaria em que um investidor Alemão nos contactou à hora do almoço, nesse mesmo dia as 18h estávamos no local a fazer o Gémeo Digital e às 22h o mesmo já estava na posse do nosso Cliente. Isso permitiu-lhe analisar o imóvel e negociar com o vendedor de uma forma mais justa. Neste caso, foi até engraçado termos recebido um telefonema do Investidor a dizer-nos que o nosso trabalho lhe tinha permitido baixar 20% na compra do imóvel, porque foi possível identificar os problemas que o imóvel tinha e que nas fotografias do site da mediadora estavam camuflados com fotos com ângulos pré-definidos.

Poderíamos também falar dos escritórios de arquitetura que começaram a trabalhar connosco apenas por entregarmos o levantamento em REVIT, mas quando apresentamos o Gêmeo Digital ficaram entusiasmados porque de repente deixaram de fazer 10 visitas presenciais ao imóvel durante a execução do projeto e com isso otimizaram o seu tempo e consequentemente aumentaram a sua margem de lucro.

 

Até ao momento, quais os projectos que já desenvolveram?

 

Neste momento estamos a trabalhar com várias entidades públicas e privadas.

A nível de Levantamentos Laser 3D na área do Património temos feito importantes trabalhos a Monumentos Nacionais, Igrejas e Museus.

Já fizemos um grande e importante trabalho na Cidade de Tomar, onde em breve teremos um produto totalmente inovador em Portugal que abarcará toda a cidade. Aqui fizemos já importantes Levantamentos 3D que englobam a Igreja de São João Baptista (que neste momento se encontra em obras de requalificação e de Conservação e Restauro, e que não poderá ser visitada nos próximos 2 anos a não ser pelo Gêmeo Digital da Virtual Twin), a Igreja de Santa Maria dos Olivais, a Sinagoga, a Capela de Santa Iria, a Central Elétrica e o Centro da Arte Contemporânea.  Ainda em Tomar tivemos o prazer de trabalhar com a Ordem Templo, a Associação do Turismo Militar Português e a Direcção Geral do Património Cultural (DGPC) no Gêmeo Digital da Charola do Convento de Cristo.

Estamos a trabalhar junto da Direcção Geral do Património Cultural em levantamentos 3D de exposições temporárias, como por exemplo a Exposição dos “Guerreiros & Mártires” no Museu Nacional de Arte Antiga, a Exposição “Ídolos Milenares” no Museu Nacional de Arqueologia ou a mais recente Exposição “D. Maria II – De Princesa Brasileira a Rainha de Portugal” no Palácio Nacional da Ajuda.

Aqui falamos em casos directos com o Património Português, mas temos desenvolvido levantamentos 3D também nas áreas da Hotelaria, Comércio e Ensino.

Já fizemos trabalhos nas áreas da Educação, por exemplo o Gêmeo Digital do Instituto Politécnico de Tomar, de modo que fosse possível fazer uma Visita Virtual aos diferentes espaços (Laboratórios, Salas de Aula e Auditórios), mas também criar ferramentas em que possa ser aplicado ao ensino à distância ou até promover palestras mais digitais e interactivas.

Nas áreas da Hotelaria e Comércio, a título de exemplo o que foi feito na Cidade de Tomar, temos o Hotel República, a Casa dos Oficios Tomar e o Centenário Café Paraíso, onde Umberto Eco escreveu importantes obras literárias.

Temos também desenvolvido importantes trabalhos na área de levantamentos cadastrais a edifícios Históricos e não só, que através da nossa tecnologia vão poder ter acesso a dados específicos que ajudaram nos Desenhos Técnicos em Autocad ® e Revit ® para desenvolverem os projectos de reabilitação com maior rigor e precisão.  Nesta área os processos de confidencialidade são mais restritos, que não nos permite enunciar, mas temos muito trabalho feito por exemplo em Almada e Lisboa, em Portugal, já no Brasil temos atuado mais no estado Pernambuco e feito vários trabalhos no Recife e em Petrolina.

 

Para breve, quais as novidades que podem já anunciar em termos de projectos que a Virtual Twin irá desenvolver?

 

A Virtual Twin está a trabalhar com a Central Gerador e a Associação do Turismo Militar Português, e por isso novos projectos surgirão em breve, dos quais não podemos dar a conhecer para já.

 

Em termos de trabalho, qual a função de cada um de vós na Virtual Twin?

 

Temos na empresa pessoas ligadas á Engenharia Civil que dão um acompanhamento mais especifico nos trabalhos direcionados para a Industria e Construção, Arquitectos que desenvolvem o seu trabalho na parte dos Desenhos Técnicos e nos Levantamentos Cadastrais e a equipa de Fotógrafos que fazem os Levantamentos 3D usando a suas competências e visões do espaço de modo a que os levantamentos fiquem o mais perfeitos possíveis, fazendo com que os enquadramentos e pontos de vista sejam sempre mais criteriosos.

 

Quais os maiores desafios que têm enfrentado em termos de clientes?

 

O maior desafio é dar a entender a quem não nos conhece que este produto é o futuro das novas Tecnologias e na área da Digitalização dos espaços, facilitando a sua divulgação e promoção a um maior número de pessoas que até aos dias de hoje só poderiam visitar os espaços presencialmente, ou veriam os mesmos apenas através de fotografias ou vídeos e na sua forma mais avançada numa visita composta por fotos de 360º em que  qualquer pessoa se teletransporta de lugar para lugar sem entender muito bem onde foi parar e como volta ao lugar onde estava.

É a mudança de paradigma que estamos a falar, uma forma completamente diferente de lidar com a realidade digital.

A nossa convicção é que as novas tecnologias vieram para ficar e nós temos que acompanhar o que de melhor se faz a nível Mundial.

A pandemia veio impulsionar o Digital em vários campos de atuação e este foi um deles.

Orgulhamo-nos da nossa audácia ao investir num novo negócio em plena pandemia numa tecnologia inovadora, que mesmo em lockdown e com muitas portas fechadas fomos aos poucos conquistando o nosso espaço e demonstrar aos nossos Clientes os ganhos que tem com o nosso produto.

 

Onde podem as pessoas encontrar o vosso trabalho e pedir-vos informações?

 

O nosso trabalho está disponível no site www.virtualtwin.pt ou nas nossas redes sociais Linkedln, Facebook e Instagram.

Para pedir informações basta mandar mensagem que de imediato será respondido.

 

Qual o projecto que vos deu mais gozo poder realizar?

É difícil mencionar um projecto, porque de uma forma ou de outra cada um deles tem a sua história e um fim concreto para o qual do porque estamos a ser contratados. No caso da Igreja de São João Baptista podermos perpetuar o espaço durante a sua obra de reabilitação, noutro na Trafaria termos feito o levantamento de vários edifícios que serão futuramente uma Faculdade, ou um apartamento no Recife ou um Museu em Petrolina que serão alvos de um restauro. Enfim cada um é um caso e em todos eles tentamos estar à altura das expetativas e responsabilidade que nos são colocadas pelo Cliente.